quarta-feira, 20 de março de 2013

Ácmon (Éter)



"Éter ou Acmon era a divindade do ar brilhante do dia"


  Na mitologia grega, Éter ou Acmon, Acmão, era um dos deuses primordiais. Personificava o brilhante céu superior, a envolver o Cosmos e separá-lo da confusa escuridão do Tártaro  Na Teogonia de Hesíodo, Éter é filho de Érebo e Nix e irmão de Hêmera, mas Higino o considera filho de Caos e os poemas órficos o fazem filho de Chronos e Ananke e o consideram a alma do mundo, da qual toda a vida emana.   Para os poetas Calímaco e Alcman e para Cícero, Éter ou Acmon era pai de Urano, chamado por eles Acmônida, assim como seus descendentes. Higino o considera pai de Gaia, Urano e Talassa, nascidos de Hêmera e também de Algos (dor), Dolos (dolo), Lissa (ira), Pento (luto), Pseudólogo (mentira), Horco (juramento), Poine (Vingança), Intemperança, Anfilogia (altercação), Lete (esquecimento), Aérgia (Preguiça), Deimos (medo), Soberba, Incesto e Hismine (pugna), todos nascidos de Gaia. Aristófanes o considera pai das Néfelas.  A cada dia, Hêmera dispersava as brumas escuras de Érebo, arrastadas dos abismos profundos do Hades pela sua mãe Nix, para trazer o dia ao mundo. Uma bloqueava a luz de Éter ("brilho", "céu azul") e a outra a revelava. Nessa antiga concepção cosmogônica, noite e dia eram vistos como independentes do Sol: o brilhante Éter e não o astro-rei era a fonte do dia. O Éter era também o brilhante e puro ar superior que os deuses respiram, em contraste com o ar incolor e espesso (grego Ἀήρ, latim aer) respirado pelos mortais e com o ar inferior e escuro do Érebo. Era ainda visto como a muralha defensiva de Zeus, a fronteira que separava Tártaro do resto do cosmos.Como Tártaro e Érebo, Éter tinha santuários mas não templos e provavelmente não era cultuado.


(Texto retirado de:http://pt.fantasia.wikia.com)


  A mitologia fala pouco de Ácmon, o "pai do céu e da terra", cultuado na Ilha de Creta. Há quem diga que ele é um deus grego do período da criação que nasceu da Terra para acabar com o caos e dar origem à luz e ao céu. Ele voltou depois para o ventre da mãe Terra, onde repousa enquanto há ordem. Para outros é considerado o deus da aviação, aquele que alça voo para realizar sua missão e dar ordem e sentido à existência.

(Texto retirado de: http://pt.wikipedia.org)
Postar um comentário